VEGANOS E A EXCLUSÃO PELA COMIDA, por Fernanda Franco

Natal, aniversários de amigos e familiares, Páscoa, etc, podem se tornar um grande constrangimento para os convidados veganos. São várias as ocasiões em que um vegano pode se sentir excluído, mas as mais comuns são os encontros sociais, que, como tais, sempre envolvem comida.
Se você não é vegano e um dia decidir receber um convidado vegano em sua casa, lembre-se de preparar opções veganas. E oferecer opções veganas não é cozinhar uma batata para o vegano enquanto todos os outros convidados se deliciam com pratos saborosos e variados. É muito desagradável, mas muito desagradável mesmo, sentir-se excluído. O legal dos encontros é a sensação de pertencimento – e a comida costuma ser sempre o centro vivo, um verdadeiro retrato dessa energia.
Em compensação, quando um vegano recebe amigos não veganos em sua casa, a exclusão torna-se impossível, já que serão oferecidas as mesmas opções (todas veganas) de comida para todos os convidados.
Nós veganos não comemos apenas macarrão. Gostamos de risotos, cogumelos, lasanha, arroz, feijão sem bacon, peixes vegetais, kibes veganos, couve refogada, yakissoba, bifun, legumes no vapor, feijoada, estrogonofe, tortas, hambúrguer vegetal, salsicha vegetal, presunto defumado vegetal, temaki, torradas, bolachas, pães integrais, patês, tofu, salada de maionese, panqueca, queijos vegetais, pizzas deliciosas, salgados, pão de queijo vegano, shakes, leites vegetais batidos com chocolate, sucos, bolo trufado, bombom, torta alemã, holandesa, cheesecake, sorvete vegano, capuccino, café – e por aí vai.
Proporcionar ao convidado vegano a sensação de fazer parte do encontro não é uma tarefa difícil e não exige grandes esforços – veganos não precisam de nada muito elaborado. Eu, por exemplo, aprecio pratos simples, e gosto muito de praticidade – mas jamais abrindo mão de um prato saboroso e sem crueldade.
O que me levou a escrever este texto? Um certo cansaço. Não acho que os veganos devam se resignar em ficar, quase sempre, com o cantinho da mesa.
Opções tem de sobra. Basta um pouquinho de sensibilidade. Todos gostam de se sentir lembrados, queridos e acolhidos. Os veganos não são exceção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário