Saiba mais sobre o Projeto GAP, que luta pela preservação da vida de chimpanzés, gorilas e orangotangos

Atualmente, a exploração comercial dos grandes primatas em laboratórios, circos, espetáculos e zoológicos pode ser considerada como uma forma de escravidão animal. Contra este cenário de exploração surge o esforço do projeto GAP Brasil, movimento que defende o direito de gorilas, chimpanzés, bonobos e orangotangos de viverem em liberdade em seus habitats.
Privados desta condição, sem possibilidade de serem devolvidos ao seu meio de sobrevivência natural, o projeto tem como objetivo oferecer a melhor qualidade de vida e bem-estar possível aos animais no regime de cativeiro.
Nos santuários, espaços voltados à criação e tratamento dos animais, os chimpanzés são tratados de traumas físicos(extração de dentes e mutilações – e psicológicos), dando uma nova chance de vida aos primatas, formando grupos sociais e até reproduzir, como na natureza. Para saber mais sobre a atuação do grupo, confira o site oficial.
Fonte: Catraca Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário