Dieta vegana ajuda a eliminar 4,5kg por mês e faz bem pra saúde



A maioria dos adeptos da dieta vegana a seguem por uma questão de filosofia de vida, que objetiva proteger os direitos animais e não consumir produtos que usem bichos ou derivados vindos deles, como leite e queijos.

Todavia, além do princípio de respeito aos animais, a dieta vegana também ajuda muito na perda de peso e é uma boa aliada para as pessoas que desejam perder alguns kg em pouco tempo. Segundo a Dra Alice Amaral, médica especialista em Nutrologia e Medicina do Exercício e Esporte pela Associação Médica brasileira, dá para emagrecer 4,5kg por mês.

Além disso, os veganos têm menos problemas cardiovasculares, renais e hipertensão.

Em entrevista à CARAS Digital, a especialista falou sobre todos os benefícios desta dieta, além de seus ônus e de como segui – la da forma mais saúdavel; confira!

1) Quantos quilos por semana consegue perder uma pessoa que adere à alimentação vegana?

O ideal é que seja de 1 Kg/semana. Se o emagrecimento for muito acima disso, além de desenvolver carências nutricionais, o paciente corre o risco de perder massa magra, o que não é bom.

2) Que tipo de alimentos são descartados dessa alimentação?

Todos os tipos de carne, inclusive frango e peixe, laticínios, ovos, mel, frutos do mar, ou seja, tudo que for de origem animal.

3) Quais os benefícios ou malefícios da alimentação vegana?

Benefícios – estudos atestam que diminui a incidência de alguns tipos de câncer, de problemas cardiovasculares, de hipertensão arterial, diabetes tipo II, problemas renais, colelitíase (pedra na vesícula) e doença diverticular, além de obesidade.

Malefícios – deficiência de vitamina B12.

4) É verdade que veganos não comem os nutrientes necessários?

Não. É possível substituir a maioria dos alimentos, sem prejuízo nutricional. A única exceção é a vitamina B12, encontrada nas carnes.

5) A dieta vegana é chata como dizem? Se sim, como torná-la mais prazerosa?

Ao eliminar os alimentos derivados de animais será preciso introduzir outros alimentos que os substituam nutricionalmente, levando o vegano a descobrir a cada dia novos sabores e ingredientes. Não existe monotonia na dieta vegana e a carência nutricional dos alimentos de origem animal pode ser sanada, substituindo por alimentos de origem vegetal, como o grão de bico, lentilhas, feijão, arroz, legumes etc.

6) O que não pode faltar na alimentação vegana?

É importante combinar leguminosas, cereais sem glúten e sementes para suprir a necessidade proteica.

Cereais integrais sem glúten – principal fonte de energia.

Hortaliças e frutas – os legumes, as verduras e as frutas são ricos em nutrientes importantes (vitaminas e minerais) e devem ser consumidos todos os dias, independente da dieta. As verduras de cor verde escura são muito ricas em ferro e essenciais para quem adota essa dieta.

Leguminosas – excelente fonte de proteínas, fibras e minerais, as leguminosas constituem a principal fonte de proteína dos veganos.

Quinoa – fonte importante de proteína. Riquíssima em fibra, magnésio, fósforo, ferro, e o que é melhor, não contém glúten.

Vegetais – fáceis de preparar em casa e ricos em proteínas, minerais e nutrientes.

7) Quem quiser adotar a alimentação, precisa tomar quais atitudes?

Consulte um especialista para obter orientações sobre o cardápio mais adequado, a fim de evitar deficiências nutricionais. Tente eliminar aos poucos determinados alimentos, vá gradativamente. Logo, estará totalmente adaptado a essa dieta.

Fonte: Caras

Nenhum comentário:

Postar um comentário