Indústria de cosméticos veganos terá grande expansão até 2023, aponta estudo


Um novo estudo compilado pela Market Research Future (MRF) revelou que a indústria mundial de cosméticos livre de crueldade terá uma taxa de crescimento anual de 6,1% até 2023


O documento informou que a França, os Estados Unidos, a Índia, a Alemanha e a Nova Zelândia são os principais exportadores de cosméticos e outros produtos sem crueldade.

Foi ressaltado também que os consumidores de produtos de beleza em todo o mundo têm se tornado mais conscientes da crueldade envolvida nos testes em animais e comprado mais produtos à base de vegetais para evitar contribuir com o sofrimento de seres inocentes.

No último mês, a marca de beleza NARS anunciou que começaria a comercializar seus produtos anteriormente sem crueldade na China, que exige testes em animais para todos os cosméticos.

Segundo a VegNews, o anúncio despertou indignação nas redes sociais e clientes que prometeram boicotar a marca, incluindo a vegana Kat Von D. “Já existem testes sem animais que dão resultados muito mais precisos do que testes em animais e apoiar essa terrível indústria de bilhões de dólares é criminoso”, afirmou ela.

Von D afirmou em uma postagem do Instagram. “É vergonhoso você se esconder atrás de uma afirmação de marketing tão falsa para encher seus bolsos enquanto inúmeros animais sofrem”.

Enquanto isso, com o apoio do relatório da MRF, as marcas sem crueldade estão prosperando, incluindo a Von D Beauty de Von D, que está retirando progressivamente todos os produtos de origem animal da marca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário