Pamela Anderson convence prefeito da “cidade mais gorda dos EUA” a experimentar o veganismo


O prefeito de Jackson, Mississipi (EUA), Chokwe Lulumba se comprometeu a ser vegano por um mês. Anteriormente, a atriz e ativista vegana Pamela Anderson escreveu uma carta para Lulumba instando-o a abrir mão de produtos animais durante pelo menos esse período


Jackson foi recentemente nomeada “a cidade mais gorda da América” pela companhia de finanças WalletHub e Anderson enxergou isso como uma oportunidade para falar com Lulumba – que havia expressado que queria fazer com que Jackson fosse “a cidade mais radical do planeta” – para dar um exemplo aos cidadãos.

“A alimentação vegana foi conectada a um índice de massa corporal inferior e a um consumo calórico menor do que as dietas ricas em carne, ovos e laticínios”, escreveu Anderson.

“Os veganos também têm menos risco de sofrer de obesidade, diabetes, doenças cardíacas e câncer, que é uma das doenças que mais matam no país”, completou.

A atriz indicou muitos restaurantes em Jackson que servem pratos veganos e disse ao prefeito que se ele adotasse uma alimentação vegana por pelo menos um mês, o grupo de direitos animais PETA compraria refeições veganas para Lulumba e seus funcionários durante uma semana. O prefeito respondeu à carta positivamente e ainda desafiou o governador do estado, Phil Bryant, a seguir seu exemplo.

“Achei que foi uma carta bem pensada que era uma oportunidade de ressaltar as verdadeiras preocupações com o estilo de vida saudável na cidade de Jackson e como isso gera todos os problemas de saúde dos quais as pessoas sofrem”, afirmou Lulumba.

Anderson usou sua fama como plataforma para ajudar os animais de muitas maneiras, incluindo a exigência da proibição do foie gras na França, a assinatura de uma petição para servir refeições veganas no sistema prisional nos Estados Unidos e auxiliando Distrito Escolar Unificado de Los Angeles a desenvolver um programa de almoços veganos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário